Novidades

Por que Suplementar com Whey Protein? E Qual Melhor Opçāo? – Jul/16

A whey protein é a proteína extraída da porção aquosa do leite, gerada durante o processo de fabricação do queijo. Durante décadas, essa parte do leite era dispensada pela indústria de alimentos. Somente a partir da década de 70, os cientistas passaram a estudar as propriedades dessas proteínas.

As proteínas do soro, além de seu alto valor biológico, possuem peptídeos bioativos, que atuam como AGENTES REGULADORES DA FLORA BACTERIANA, ANTIHIPERTENSIVOS, REGULADORES DA FUNÇÃO IMUNE, SACIETOGENICOS, assim como apresentam FATORES DE CRESCIMENTO em sua composiçāo. São altamente digeríveis e rapidamente absorvidas pelo organismo, ESTIMULAM A SÍNTESE DE PROTEÍNAS SANGUÍNEAS E TECIDUAIS. A ação das proteínas do soro do leite sobre a liberação de hormonios anabólicos como a insulina, ainda favorece a captação de aminoácidos para o interior da célula muscular, OTIMIZANDO A SÍNTESE PROTÉICA MUSCULAR e HIPERTROFIA. O perfil de aminoácidos das proteínas do soro, principalmente ricas em leucina, pode desta forma, favorecer o anabolismo muscular, principalmente por fornecer quase todos os aminoácidos em proporção similar às do mesmo.

Há tres tipos de WP: a CONCENTRADA, a ISOLADA e a HIDROLISADA, esta última derivada das citadas anteriormente.

Com os avanços tecnológicos diversos tipos de produtos do soro do leite foram desenvolvidos e vários deles estão disponíveis no mercado. As WHEY PROTEIN CONCENTRADAS variando entre 25% e 89% de proteínas. Nesses produtos, há remoção de constituintes não protéicos e uma REDUÇÃO no teor de LACTOSE. Há ainda as WHEY PROTEIN ISOLADAS, contendo entre 90% e 95% de proteína, com POUQUÍSSIMA OU NENHUMA CONCENTRAÇÃO DE GORDURA E LACTOSE; e a WHEY PROTEIN HIDROLISADA, composta da fração isolada ou concentrada, que é quebrada em peptídeos de alto valor nutricional, baixo potencial alergenico e apresenta boa digestibilidade, já que estão na forma ideal para absorção, não precisando haver mais quebras.

Considerando que 80% das pessoas apresentam alergia à proteína do leite, e destas, 90% tem alergia à CASEÍNA do leite, o Whey Protein se torna uma fonte segura de suplementaçāo, já que não apresenta caseína em sua formulação. Ainda considerando que uma porcentagem expressiva das pessoas apresentem INTOLERANCIA À LACTOSE DO LEITE, a melhor opçāo de Whey sem dúvida alguma é a HIDROLIZADA, uma vez que além de nāo conter CASEÍNA e LACTOSE, o constituinte protéico da mesma por ser hidrolizado, ou seja, fragmentado em peptídeos de menor tamanho, se torna mais seguro àqueles 10% que tem na verdade alergia às proteínas do sroro do leite. Talvez para este numero menor de pessoas a melhor opçāo entāo seria a utilização do “Whey” de arroz (Rice Whey), Whey de ervilha, Whey de soja (cuidado com excesso de ESTRÓGENO), dentre outras opções VEGANAS.

13912786_1764012267201522_2675361556765068727_n