Fatores Relacionados à Dor Miofascial (cont.) – Out/18

 

Tradicionalmente 2 causas são muito comuns à origem e manutenção da Dor Miofascial: desequilibrio muscular decorrente de uma má postura (principalmente no trabalho) ou por fraqueza muscular (sedentarismo) e, over uso por atividades repetitivas ou treino exaustivo.
Acontece que, existem outras causas relacionadas à Síndrome de Dor Miofascial que muitas vezes passam despercebidas:
1- Aumento da permeabilidade intestinal, principalmente por alteração da flora intestinal ou por alergias tardias a alimentos;
2- Presença de campos interferentes bloqueando função do sistema nervoso, tais como cicatrizes no corpo, implantes ou canais dentários/ má oclusão dentária;
3- Hipotireoidismo subclínico, relacionado a inabilidade da musculatura em gerar trabalho;
4- Má posicionamento de determinadas vértebras…
Ou seja, o tratamento da Dor Miofascial visa não apenas trabalhar a nível da musculatura comprometida ou global, e sim, relacionar alterações músculo esqueléticas com o restante dos sistemas, o qual também podem estar comprometidos: nervoso, digestivo e endocrino, principalmente.

44128981_2214275838841827_6307429271136632832_n

Síndrome de Dor Miofascial – Set/18

O nome é difícil de falar, porém saiba que a Dor Miofascial é a causa mais comum de Dor Cronica musculoesquelética. É caracterizada pela presença dos Triguer Points (pontos gatilhos) espalhados por um ou mais músculos, gerando uma dor localizada e irradiada à distancia do ponto gatilho original.
O interessante é observar que muitos sintomas mal interpretados podem ter origem na Dor Miofascial: enxaqueca, zumbido, tonteira, náusea, dor de dente, fraqueza e dormencia do membro, “dor ciática”, “tendinite”, dispaurenia (dor durante relação sexual)…
Uma Dor Miofascial pode iniciar e resolver espontaneamente, porém muitas vezes vai se perpetuando até se tornar cronica, ou seja, com duração maior de 3 meses.
Saiba como tratar em www.revitallebrasil.com.br

42666836_2194785047457573_450631602238652416_n

 

Aniversário Dr. Carlos Mandelik – Set/18

Nada como começar o dia com essa surpresa deliciosa!

Nada como ter uma equipe tāo querida, dedicada e amorosa!

41092940_2181214475481297_1740715679172001792_n

Melatonina Associada à Melhora da Dor na Fibromialgia – Ago/18

 

Um estudo recente publicado na BMC Farmacologia e Toxicologia Jornal, observou que a Melatonina sozinha ou em combinação com Amitriptilina reduziu significativamente a dor em pacientes com Fibromialgia.
A Fibromialgia é uma doença caracterizada por dor difusa com anos de duração, acompanhada muitas vezes de rigidez do corpo, fadiga, perturbações do sono, ansiedade e depressão. Estima-se que afeta 2 a 8% da população, sendo 7 a 9 vezes mais prevalente em mulheres.
Os distúrbios do sono e alteração do ritmo circadiano são muito comuns em pacientes com fibromialgia. A Melatonina é o principal hormonio no organismo responsável pela sincronização do ritmo circadiano. Existe alguma evidencia de que o tratamento com Melatonina melhore diferentes tipos de Dor Cronica, seja inflamatória ou neuropática.
Pesquisadores do Hospital de Clínicas de Porto Alegre realizaram um estudo clínico com 63 pacientes. Neste estudo, os pacientes com Fibromialgia foram randomizados para 3 grupos:
Amitriptilina isoladamente, apenas Melatonina na hora de dormir, e Melatonina + Amitriptilina associados.
Os resultados mostraram que tanto Melatonina sozinha quanto Melatonina associada a Amitriptilina foram melhores do que Amitriptilina isoladamente quanto a diminuição da sintomatologia dolorosa.
Pacientes com fibromialgia sofrem com a falta de inibição de dor músculo esquelética, o limiar de dor mais baixo e uma função de sistema de modulação da dor alterada. É nesse sistema de controle da Dor em que a Melatonina foi capaz de interferir positivamente, segundo o estudo.

40211528_2175564966046248_8830646158658371584_n

PST – Pulsed Signal Therapy no Combate à Artrose – Jul/18

Tecnologia de ponta no combate a dor cronica.
Tratamento seguro, isento de efeitos colaterais, efetivo em de 80% dos pacientes com artrose.

PST – Pulsed Signal Therapy Facebook

PST – Pulsed Signal Therapy Youtube

11947537_1643576835911733_6188192049849908381_n

Medicina Ortomolecular – Mar/18

A prática Ortomolecular visa uma avaliação do estilo de vida do paciente e seu padrão alimentar, a quantificação laboratorial de parametros específicos, a prescrição de nutraceuticos quando identificada determinada carencia. O termo nutraceutico caracteriza um nutriente específico presente num alimento, que não é exatamente o alimento em si, mas que também não é remédio, como são o licopeno do tomate, o resveratrol do vinho e os fitoesteróis presentes na casca da uva, por exemplo. Eles são compostos ainda por vitaminas, sais minerais, aminoácidos, enzimas e podem ser utilizados terapeuticamente quando, em decorrencia a alguma carencia nutricional, há repercussão na saúde ou mesmo na prevenção das doenças, proporcionando benefícios reais ao paciente.
Do ponto de vista laboratorial são avaliados e quantificados o extresse oxidativo presente em nosso corpo (mensurando a carga de radicais livres em excesso, responsáveis por lesões em células e tecidos) e a capacidade de detoxificação do organismo (responsável pela neutralização/eliminação das toxinas ambientais e produzidas pelo próprio paciente); sāo combatidos a deficiencia de oxigenio tecidual e/ou o excesso de acidez corpórea; é mensurada uma possível deficiencia/desequilíbrio hormonais (cuja queda em suas taxas se dá em 15% a cada dez anos após os 25 anos e, que leva ao aparecimento de diversos sintomas, favorecendo o desenvolvimento de certas doenças); por fim, mas não menos importante é corrigida o aumento da permeabilidade do intestino (incluindo a busca por alergia alimentares diversas e por uma alteraçāo da flora intestinal).

29512275_2059387224330690_3215279557616211271_n

Terapia Neural Promovendo Saúde – Fev/18

Todas os órgãos e tecidos do nosso organismo estão interconectados através do Sistema Nervoso. Este se encarrega de regular as funções dos órgãos, integrar os sistemas e manter em harmomia nossa saúde. Qualquer irritação continua ou marcante sobre essa rede nervosa (cicatrizes, infecções, intervenções cirúrgicas, histórico de dano aos órgãos, estresse emocional, inflamações cronicas, implantes dentários, má oclusão dentária, …) podem gerar bloqueios sobre o sistema nervoso, aparecendo assim os mais diversos sintomas físicos e emocionais.
A Terapia Neural visa a neutralização dos chamados Campos Interferentes (que possam estar bloqueando a função do Sistema Nervoso Simpático) através de técnicas de infiltrações em pontos específicos e não aleatórios de uma substancia chamada Procaína , ajudando o organismo a voltar a fazer autorregulação de suas funções, promovendo assim um aumento da capacidade de cura.
A Terapia Neural é uma ferramenta para o tratamento das dores cronicas osteoarticulares e musculurares, doenças inflamatórias cronicas, doenças degenerativas, doenças vasculares, dentre outras.
Inicialmente praticada e disseminada na Rússia e Alemanha através da Medicina de Biorregulação, a Terapia Neural tem-se tornado cada vez mais divulgada nos centros da América do Sul e Europa.

27971849_2042530076016405_8487253750620483531_n