Novidades

Medicina Ortomolecular – Mar/18

A prática Ortomolecular visa uma avaliação do estilo de vida do paciente e seu padrão alimentar, a quantificação laboratorial de parametros específicos, a prescrição de nutraceuticos quando identificada determinada carencia. O termo nutraceutico caracteriza um nutriente específico presente num alimento, que não é exatamente o alimento em si, mas que também não é remédio, como são o licopeno do tomate, o resveratrol do vinho e os fitoesteróis presentes na casca da uva, por exemplo. Eles são compostos ainda por vitaminas, sais minerais, aminoácidos, enzimas e podem ser utilizados terapeuticamente quando, em decorrencia a alguma carencia nutricional, há repercussão na saúde ou mesmo na prevenção das doenças, proporcionando benefícios reais ao paciente.
Do ponto de vista laboratorial são avaliados e quantificados o extresse oxidativo presente em nosso corpo (mensurando a carga de radicais livres em excesso, responsáveis por lesões em células e tecidos) e a capacidade de detoxificação do organismo (responsável pela neutralização/eliminação das toxinas ambientais e produzidas pelo próprio paciente); sāo combatidos a deficiencia de oxigenio tecidual e/ou o excesso de acidez corpórea; é mensurada uma possível deficiencia/desequilíbrio hormonais (cuja queda em suas taxas se dá em 15% a cada dez anos após os 25 anos e, que leva ao aparecimento de diversos sintomas, favorecendo o desenvolvimento de certas doenças); por fim, mas não menos importante é corrigida o aumento da permeabilidade do intestino (incluindo a busca por alergia alimentares diversas e por uma alteraçāo da flora intestinal).

29512275_2059387224330690_3215279557616211271_n