Novidades

Intoxicação Cronica por Alumínio; Um Mal a Ser Evitado – Jun/16

Um caso clínico recente me estimulou a escrever sobre este post: Paciente sexo feminino, 76 anos, com história de fraqueza progressiva, perda de equilíbrio, depressāo refratária a tratamento medicamentoso, perda do controle dos esfíncteres, dentre outros sintomas; anos de evoluçāo, progressiva e insidiosamente; ausencia de diagnóstico definitivo, com exceçāo de 04 exames de ENMG prévios (exame que diagnostica alterações na conduçāo dos impulsos nervosos e/ou na funçāo muscular), mostrando uma NEUROPATIA progressiva e grave, associada a uma MIOPATIA. O que chama a atenção, é o fato de que a suspeita de INTOXICAÇĀO POR METAIS PESADOS nāo ter sido colocada em prova em nenhum momento, nesses anos de progressão do adoecimento da paciente.

Pois bem, a questāo é a seguinte: o fato de um quadro clínico, apesar de ser rico em sintomas, não se apresentar como uma doença clássica a qual apresenta um nome especifico, não inviabiliza a busca persistente de um fator causal, ou mesmo de um conjunto deles, que justifiquem o mal adquirido.
O motivo deste post entāo, é alertar pelo fato de que INTOXICAÇĀO POR METAIS PESADOS NĀO É LENDA, além de ocorrer na rotina, ainda pode vir acompanhada por intoxicação por corantes, pesticidas, aromatizastes, preservantes químicos, dentre milhares de outros disruptores: substancias químicas que entram no organismo substituindo, modificando, invertendo, neutralizando, inúmeras reações químicas e metabólicas fundamentais.
Quanto a esse caso especificamente, foi identificada intoxicação cronica e severa por ALUMÍNIO, muito além do permitido pelos órgāos regulamentadores. O alumínio, dentre inúmeros malefícios ao nosso organismo, TEM ATRAÇĀO PARTICULAR PELO SISTEMA NERVOSO, assim podendo estar relacionada a qualquer quadro degenerativo principalmente AlZHEIMER, THDA (Hiperatividade, Deficit de Atençāo), NEUROPATIAS, alterações do humor como DEPRESSĀO, MIOPATIAS inespecíficas não geneticamente associadas, dentre outros inúmeros sintomas.
Quanto as fontes, assunto para um post inteiro…

13501737_1747506968852052_2758949143739703472_n