Novidades

Deficiencia de Testosterona e Seus Sintomas – Fev/15

Alterações hormonais no homem, principalmente a partir dos 40 anos, podem ter correlação com uma ampla e variada sintomatologia, com consequente decréscimo na qualidade de vida. Sabe-se hoje que, entre a quarta e a sétima décadas de vida, a população masculina apresenta uma tendência de diminuição da testosterona total em torno de 1,6% ao ano, da testosterona biodisponível de 2% a 3% por ano. São mudanças hormonais que acompanham o processo de envelhecimento, mas que podem se tornar um problema delicado para 20% a 30% dos homens, com repercussões nas áreas de saúde e emocional. Estima-se que esta fatia do público masculino, irá desenvolver hipogonadismo tardio, ou distúrbio androgênico do envelhecimento masculino. A síndrome inclui uma série de sintomas, como fadiga, diminuição da massa e da força musculares, redução ou perda da libido, disfunção erétil, irritabilidade, aumento da gordura abdominal e visceral, declínio da capacidade cognitiva, depressão e insônia. A terapia de reposição hormonal pode, mesmo que parcialmente, reverter esse quadro, destacam inúmeros trabalhos. Estes estudos publicados ao longo da última década nos fornecem fortes evidencias em oposição às gerações de dogmas urológicos sugerindo que a suplementação da testosterona causa progressão do cancer de próstata.

1924398_1556244401311644_6226263838555168762_n